Powered by free wordpress themes

Home / Notícias / Copa do Brasil / Série A / Atlético-MG domina jogo, volta a vencer como mandante, e São Paulo pode voltar ao Z-4

Powered by free wordpress themes

Agência Estado

Atlético-MG domina jogo, volta a vencer como mandante, e São Paulo pode voltar ao Z-4

O Atlético-MG dominou o São Paulo no primeiro tempo e no começo da etapa final, o  suficiente para fazer 1 a 0 e definir a vitória, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 27ª rodada do Brasileiro. A equipe tricolor melhorou dos 25 aos 30 minutos do segundo tempo, mas não reagiu.

O gol da partida foi feito em uma penalidade infantil cometida pelo zagueiro Bruno Alves. Em cobrança de lateral, o meia Valdivia foi lançado para a área. Ele foi seguro e empurrado pelo defensor. O árbitro Heber Roberto Lopes assinalou pênalti.

Na cobrança, aos 5 minutos do segundo tempo, o lateral Fábio Santos converteu e manteve 100% de aproveitamento nas cobranças no campeonato.

O resultado fez o Atlético-MG passar para a oitava colocação, com 37 pontos. O time tricolor, que saiu da zona de rebaixamento na rodada anterior, tem 31 e é o 14º.

O São Paulo já passa a pensar no próximo compromisso. No sábado, dia 14, jogará com Atlético-PR, no Pacaembu. Já o Atlético-MG estará de volta a campo no próximo dia 15 para enfrentar o Sport, na Ilha do Retiro, em Recife.  Ambos os jogos serão pela 28ª rodada.

O Atlético começou pressionando e explorando o lado direito da defesa são-paulina, formado por Bruno Alves e Éder Militão. Foi por ali que criou a primeira grande oportunidade de gol, aos 12 minutos, quando Robinho recebeu livre na esquerda e exigiu grande defesa de Sidão. No rebote, Fred bateu desequilibrado e mandou para fora, perdendo chance incrível. A torcida foi a loucura.

Três minutos depois, polêmica. Após cruzamento na área, Felipe Santana desviou com a perna e Sidão espalmou. O zagueiro finalizou novamente, mas o goleiro tricolor defendeu mais uma vez. O problema é que os atleticanos reclamaram que a bola teria entrado no gol.

O domínio atleticano era tão grande que o São Paulo finalizou pela primeira vez  só aos 24 minutos, com Lucas Fernandes, em chute de fora da área, sem perigo. Pouco depois, o time da casa desperdiçaria outra grande chance: Valdívia recebeu cruzamento nas costas de Militão, mas bateu de canela e a bola saiu sem direção.

Errando muitos passes, os são-paulinos não conseguiam nem sequer contra-atacar. Ainda deram espaço para Valdívia, aos 43 minutos, arriscar chute rasteiro de longe, exigindo mais uma intervenção de Sidão, que se esticou todo para salvar. No fim, o primeiro tempo terminou com um placar de 11 a 1 para o Atlético em finalizações.

Nem mesmo o intervalo fez com que o São Paulo mudasse de postura. A equipe se manteve acuada no início da etapa final e foi punida por isso. Logo aos quatro minutos, Valdívia, em noite inspirada, recebeu lançamento oriundo de lateral, invadiu a área e foi derrubado por Bruno Alves. Na cobrança do pênalti, Fábio Santos bateu forte e rasteiro no canto direito. Sidão pulou no lado certo, mas não alcançou a bola

O gol fez o São Paulo, enfim, acordar no jogo. Aos 13 minutos, Júnior Tavares fez boa jogada individual na esquerda e cruzou na área. Lucas Pratto ganhou da marcação por cima e cabeceou, mas Victor estava bem posicionado e defendeu. Mas durou pouco o bom momento tricolor.

Isso porque aos 20 minutos Sidão voltou a trabalhar duro. Primeiro em pancada de Otero. Depois, em lance semelhante ao do primeiro tempo, realizou uma série de duas defesas seguidas após cobrança de escanteio, tirando a bola em cima da linha de novo.

O técnico Dorival Júnior, então, sacou Hernanes e Lucas Fernandes para as entradas de Shaylon e Maicosuel, respectivamente. E o time tricolor melhorou. Aos 28 minutos, Shaylon fez grande lançamento e achou Pratto sozinho na área. O camisa 9 testou para o chão, mas Victor caiu rapidamente para espalmar e garantir o triunfo atleticano.

ATLÉTICO-MG 1 X 0 SÃO PAULO

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 11 de outubro de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Helton Nunes e Thiaggo Labes (ambos de SC)
Público: 17.606 torcedores
Renda: R$ 296.355,00
Cartão Amarelo: Robinho (Atlético-MG); Éder Militão, Bruno Alves e Rodrigo Caio (São Paulo)
Gol: Fábio Santos, aos seis minutos do primeiro tempo

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Adilson e Roger Bernardo; Cazares (Otero), Robinho e Valdívia (Clayton); Fred (Rafael Moura). Técnico: Oswaldo de Oliveira

SÃO PAULO: Sidão; Éder Militão, Bruno Alves, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Petros; Marcos Guilherme, Jonatan Gomez (Jucilei), Hernanes (Shaylon) e Lucas Fernandes (Maicosuel); Lucas Pratto. Técnico: Dorival Júnior