Powered by free wordpress themes

Home / Últimas Notícias / Copa do Brasil / Série D / Dívidas do Central passam dos R$ 10 milhões, diz diretoria

Powered by free wordpress themes

Diretoria apresentou situação financeira do clube (Foto: Warley Santos / Central)

Dívidas do Central passam dos R$ 10 milhões, diz diretoria

A nova diretoria do Central apresentou na tarde desta terça-feira um balanço da situação financeira do clube, contando as movimentações financeiras dos últimos 15 anos. Segundo o clube, as dívidas passam dos R$ 10 milhões.

O ano com o maior acumulo de débitos foi 2016, com R$ 2.795.341. Dívidas causadas por Processos Trabalhistas que aguardam sentenças, Civis em Execução, Execuções Federais e relacionados ao INSS, passam de R$ 1 milhão, cada categoria.

A Patativa ainda deve R$ 125 mil em salários de jogadores, R$ 322 mil aos funcionários e R$ 420 mil a Federação Pernambucana de Futebol (FPF). A menor dívida do Central é com um hotel, no valor de R$ 10 mil. Já em relação as dívidas com os processos da procuradoria do Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut), o valor chega a mais de R$ 453 mil.

De acordo com o advogado do Central, Marcos Arruda, é importante entender o nível da dívida do clube.

– Alguns casos não cabem mais recurso, cabe a nós entender o que devemos e pagar. Temos que contar com a sensibilidade do credor e oferecer uma proposta. Nos casos que cabem recursos, vamos usar esse direito.

Marcos Arruda fez um detalhamento das dívidas do clube entre 2003 e 2017:

Processos Trabalhistas: R$ 981.700
Processos Trabalhistas aguardando sentença: R$ 1.398.900
Processos Trabalhistas em execuções: R$ 853.400
Processos Civis em execuções: R$ 1.597.200
Processos de Execuções Municipais: R$ 142.900
Processos de Execuções Federais: R$ 1.796.100
Processos na Procuradoria do FGTS: R$ 749.900
Processos na Procuradoria do INSS: R$ 1.066.700
Processos da Procuradoria do Profut: R$ 453.600
Processos da Receita Federal Administrativo: R$ 385.300
Federação Pernambucana de Futebol: R$ 420.000
Salários em aberto dos atletas: R$ 125.000
Salários em aberto dos funcionários: R$ 322.000
Advogados: R$ 24.000
Hotel: R$ 10.000
Fornecedores ativos: R$ 22.330
Adiantamento de receita (restaurante): R$ 72.000