Powered by free wordpress themes

Home / Notícias / Copa do Brasil / Série B / Giovanni reconhece problemas no setor ofensivo do Náutico

Powered by free wordpress themes

Giovanni marcou dois gols em 14 partidas pelo Náutico (Foto: Marlon Costa/ Pernambuco Press)

Giovanni reconhece problemas no setor ofensivo do Náutico

Nos últimos dez jogos na Série B, o ataque do Náutico marcou apenas cinco gols. Junto a isso, as contusões dos atacantes (William, Rafael Oliveira e, mais recentemente, Gilmar) tornaram-se mais uma barreira. Camisa 10 do time e principal responsável pelas armações das jogadas, o meia Giovanni reconhece o mau momento ofensivo da equipe, que tem o segundo pior ataque da competição, com apenas 18 gols marcados.

– Esse jogo contra o Goiás (derrota por 2 a 0, na última sexta-feira) foi bom e nosso time ficou com a bola. (Houve) Dificuldade na armação para os atacantes fazerem o gol. Mas são problemas para serem corrigidos e vamos conseguir porque temos agora um jogo no Lacerdão (sábado, contra o Guarani), onde estamos muito bem.

O meia também aproveitou para explicar sua ausência no treino da última segunda-feira. Segundo Giovanni, ele foi liberado pelo clube para resolver problemas particulares.

– Eu não apareci porque eu tive uma pendência para resolver. Entrou água no apartamento que eu dei para a minha mãe, alagou tudo e eu não vou perder os móveis que eu tanto batalhei para conseguir. Eu não apareci ontem, mas eu estou aqui, trabalhei na academia e depois treinei.

Giovanni mostrou-se chateado com as críticas que recebeu nas redes sociais feitas por torcedores do Náutico. Não é a primeira vez que ele não participa dos treinamentos neste ano.

– São coisas muito pequenas que transformam-se em coisas grandes. Não tem problema, querem criar (problema) onde não tem. O apartamento está no meu nome e eu tive essa reunião com a seguradora. Compensei o treino que eu me ausentei.