Powered by free wordpress themes

Início / Notícias / Copa do Brasil / Série A / Sport negocia com fornecedores, e Under Armour é favorita para suceder Adidas

Powered by free wordpress themes

Terceiro uniforme desta temporada foi a camisa mais recente lançada pela Adidas para o Sport (Foto: Adidas)

Sport negocia com fornecedores, e Under Armour é favorita para suceder Adidas

A relação entre Sport e Adidas pode estar perto do fim. O contrato entre clube e empresa acaba no dia 31 de dezembro de 2017 – e, por isso, o Leão negocia com outras marcas para tratar do fornecimento de material esportivo. A renovação não está descartada, mas a reportagem apurou que a favorita atual para vestir o clube a partir de 2018 é a norte-americana Under Armour.

Oficialmente, o Leão não dá nada como certo ainda. Até porque tem tempo para tomar decisões, já que o contrato com a marca alemã só vence no fim do ano.

A reportagem entrou em contato com a diretora de marketing do clube, Melina Amorim, que confirmou o contato com a Under Armour – mas evitou cravar acerto e deu como possível a renovação com a Adidas. Os norte-americanos patrocinam o Fluminense e o São Paulo, entre os principais clubes do país.

Ela também afirmou que o Leão conversa com outras empresas.

– Em dezembro,acaba o contrato que está em vigência hoje. Aí estamos vendo se nós fazemos uma renovação ou se fecha a parceria com alguma outra marca, mas não há nada certo. A Under Armour está entre as possibilidades, mas estamos conversando com outras marcas esportivas. E também não há confirmação de que não assinaremos outro contato com a Adidas.

Sport e Adidas assinaram em 2014. A fornecedora alemã produziu mais de 15 modelos diferentes para o Leão desde então.

Uma delas, porém, causou polêmica. A atual número um do Leão, que faz alusão à conquista do Brasileiro de 1987. O Flamengo, que se julga campeão daquela edição do torneio nacional, não gostou – já que também tem um contrato com a Adidas.

A marca alemã se posicionou em uma rede social, afirmando que considera os dois times campeões brasileiros de 1987. Aí foi o Sport que não gostou da atitude – que mereceu até nota oficial de desagravo.